27 de September , 2022
5/5

Acelere no Enem

Categoria prêmio LED:

Educação básica

Âmbito de atuação:

Nacional

Localidades:

Público do projeto:

Alunos vinculados às redes estaduais de ensino, em situação de vulnerabilidade social, portadores de deficiência, jovens e adultos que já concluíram o Ensino médio e desejam alcançar a aprovação no vestibular.
Tags: Estudantes da rede educacional pública; deficientes físicos; egressos da rede educacional pública

Pessoas impactadas:

570 mil estudantes diretamente atendidos

Resumo

Segundo dados do Inep, 83% dos 6 milhões de inscritos no Enem têm a carência comprovada, e apenas 17% pagam a taxa do exame. O Acelere no Enem se destina a oferecer oportunidade a quem precisa de oportunidade, com olhar especial a estes 83% com carência comprovada. Oferece acesso a todo o ecossistema de preparação para o vestibular de forma inteiramente gratuita e a ferramentas pedagógicas desenvolvidas com tecnologia própria. Também é o primeiro curso preparatório para o vestibular no Brasil a oferecer uma plataforma gamificada, que garante ao aluno pontos à medida que participa de simulados, atividades e exercícios, trazendo oportunidade para medir o seu progresso nos estudos e acessar relatórios individuais de desempenho que pontuam quais disciplinas precisam de maior atenção.
A gamificação pode ser entendida como o uso de dinâmicas e mecânicas típicas de jogos em contextos de não jogo. O objetivo, ao trazer para as relações cotidianas a gamificação, é promover o engajamento, a criatividade na solução de problemas e a melhoria da aprendizagem.

Objetivo

Democratizar o acesso à educação de qualidade, facilitando o ingresso no
Ensino Superior de alunos vinculados às redes estaduais de ensino,
adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social ou egressos
da rede pública que já concluíram o Ensino médio.

Problemas enfrentados pelo projeto

Apoiar o alto índice de alunos que pensaram em desistir do Enem durante a pandemia de Covid-19, segundo pesquisas; gerar desenvolvimento social e econômico por meio do ingresso de jovens em situação de vulnerabilidade no Ensino superior; colocar os jovens como agentes estratégicos de seus processos de aprendizagem, contagiando-os por meio da força da educação de qualidade; garantir acessibilidade para pessoas com deficiência por meio de conteúdos oferecidos com intérpretes de libras;  oferecer conteúdos preparatórios para o vestibular inteiramente de gratuitos e on-line.

Descrição da Atividade

O Acelere no Enem foi criado para preparar o estudante para o vestibular, considerando todos os seus requisitos e envolvendo as diferentes áreas do conhecimento (Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias). Mais do que aulas a distância, a iniciativa  pretende proporcionar aos jovens igualdade de oportunidades, pois tem a sua disposição ferramentas que podem acelerar o aprendizado, testar conhecimentos e, ainda, ser acompanhado por um conjunto de renomados professores.

Para atingir este objetivo, dividiu sua estratégia em dois polos: pedagógico e motivacional.

Polo pedagógico – Para fazer frente à falta de escolas e professores, o
processo de aprendizagem do projeto se dá por meio de trilhas. Desenhadas por profissionais e especialistas, elas mesclam diferentes
ferramentas para garantir maior participação e engajamento dos alunos no processo educativo: vídeos, exercícios, aulões on-line realizados tempo real e gravados, simulados, acompanhamento pedagógico e monitorias interativas (espaço para tirar dúvidas com professores).

A ideia é garantir o protagonismo dos estudantes em sua aprendizagem, o desenvolvimento de suas capacidades, a contextualização dos conhecimentos, proporcionar uma cultura favorável ao desenvolvimento de atitudes e promover a aprendizagem colaborativa.

Por meio de uma plataforma gamificada, todo o processo formativo gera pontos que possibilitam ao aluno medir o seu progresso e acessar relatórios individuais de desempenho.

A relação direta com a opinião dos alunos e com seus projetos de vida é premissa para o aprimoramento do processo: são abertos canais para que os inscritos possam opinar, sugerir melhorias, elogiar e construir junto os novos rumos da ferramenta. Um deles é o uso da metodologia Net Promoter Score (NPS) para medir a satisfação dos alunos.

Polo motivacional – Desenvolvimento de um conjunto de ações para resgatar, em cada estudante, o sentimento de que é possível conquistar a
tão sonhada aprovação, que desistir não é o caminho. Com isso, ao longo
de todo o ciclo de atividades pedagógicas, o estudante também aprende
sobre empreendedorismo, inteligência emocional, capacidade de resolver
problemas, criatividade e estratégia. O apoio psicológico também é foco de atenção, bem como o protagonismo nas histórias e trajetórias individuais dos alunos.

Fotos

Monitoramento e avaliação

O principal resultado do projeto, para além da aprovação ou não no vestibular, é a mensuração do aprendizado do estudante. A plataforma de ensino – que concentra todas as ferramentas oferecidas – possui uma parte administrativa de Gestão dos Resultados, em que as evoluções dos alunos são apresentadas de maneira quantitativa e gráfica. Além disso, Indicadores-Chave de Performance (KPIs) foram desenvolvidos para acompanhar a evolução do estudante: TE – Taxa de Engajamento, TA – Taxa de Aprovação, NPS das Aulas, NPS do Ecossistema de Preparação, TAU – Taxa de Audiência e TF – Taxa de Felicidade.

Resultados

Mais de 570 mil estudantes, de todos os estados, diretamente
atendidos em dois anos, sendo o maior preparatório gratuito do
Brasil voltado ao vestibular em número de alunos inscritos.

● 118 mil aulas assistidas em dois anos, 42 mil alunos na monitoria
interativa, 317 mil usuários no simulado oficial, 124 mil downloads
dos materiais didáticos.

● De acordo com os instrumentos de monitoramento do projeto, 81,6%
dos alunos conectados na plataforma saem com resultados melhores
do que entraram.

● Projeto destaque no Fórum Mundial da Juventude, no Egito.

● Reconhecimento pela Brazil Conference como uma das 10 melhores
iniciativas do Brasil.

Rede articulada pela proposta

As ações de articulação têm como objetivo promover a integração entre os diversos atores sociais presentes em determinada comunidade. Uma rede local articulada é fundamental para garantia do engajamento dos mais diversos atores em torno de uma causa ou desafio local, além de ser uma estratégia importante para promover mudança social.

Tags: empresas, ong/oscip, secretarias de educação
Governos Estaduais de Educação, Grupo Ser Educacional, MS2 Comunicação e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

plugins premium WordPress

Boas-vindas LED

Skip to content